Enigmas de Hawk

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Seg 29 Nov 2010, 23:59

Nome: Enigmas de Hawk
Gênero: Aventura
Prévia de término: Indefinido

Prólogo
Spoiler:
Eu vivia normalmente, sempre feliz, até meu amado pai morrer. Eu chorei bastante, era uma pessoa que sempre me apoiava, depois da morte de minha mãe. Quando ele morreu, tive que morar com meus tios, que odiavam meu pai, porque ele era um grande cientista.
Remexendo nos documentos dele, encontrei uma anotação que dizia que ele havia escondido um tesouro da sua maior descoberta. Então, saí pelo mundo para achar o tesouro, enfrentei desafios, enigmas e encontrei boas pessoas pelo caminho.

Capítulo 1 - A decisão
Spoiler:
Segunda-feira, acordo com o brilho da manhã. Vou para o banheiro, escovo os dentes e deço as escadas, meus tios haviam acordado.
- Acordaram cedo hoje? - perguntei - Alguma data especial?
- Sim, é o aniversário do seu primo. - disse meu tio Ben
- Ah, sim. Devo comprar algo para ele? - disfarcei que esqueci
- Sim, se você quiser - ele me dá vinte reais - Vá na loja mais próxima e compre algo que acha que ele goste.
- Certo,irei.
Vou até o armário e pego uma caixa de cereal, um prato e coloco na mesa. Vou até a geladeira, pego uma caixa de leite e derramo no prato de ceral, como todo mundo faz. Como rapidamente e saio, para comprar o presente dele.
Chegando na loja, olho itens que talvez meu primo gostaria. Afinal de contas, é difícil saber o que exatamente quer um viciado em computador. Após finalmente escolher algo, vou ao caixa.
- Olá, gostaria de levar isso, são quatro reais, não são? - Perguntei ao homem
- Sim, são.
- Ok, toma aqui - dou o produto e o dinheiro que meu tio me dera - Poderia embalar para presente?
- Claro.
O homem vai até o rolo de presentes e começa a empacotar. Ao terminar, me dá quatro reais de troco e o produto embrulhado, era um jogo que ele queria a muito tempo. Volto para casa, parece que ele ainda estava dormindo. Fui até a sala e coloquei o presente em cima da mesa. Subo as escadas até meu quarto, pego meu livro e leio, se passam dez minutos. Meu primo finalmente acorda, ouço gritos de alegria vindo da sala, desço e parabenizo ele.
- Parabéns, Roney.
- Obrigado, primo! - disse ele com as mãos em meu presente.
- Ah, e esse aí é meu.
- Mesmo? - ele abre e sorri - Ah, era o que eu queria, valeu Mark.
- Denada, feliz aniversário.
Subi as escadas e fui para o meu quarto, a procura de algo para fazer. Olhando ao redor, me deu uma vontade de vasculhar as coisas. Como não deu muito certo, desci. Fui ao escritório do meu tio, lá tinha livros, documentos, computadores e muitas outras coisas. Fui na estante e peguei um livro cujo título me chamou a atenção, "A caça ao tesouro". Li um pouco do livro, perdi a noção da hora, era de fato muito bom. Vou a estante e coloco o livro no lugar, alguma coisa caiu de cima dela. Fui observar, era uma caixa, escrita "Anotações Jack", eram anotações do meu pai. Vasculhando aquela caixa, encontrei algo, uma anotação marcada como importante. Peguei e dei uma olhada, era um grande descoberta dele. Leio com bastante atenção, ele havia descoberto algo, uma coisa que era para o conhecimento de todos. Mas, como muitos não iam com a dele, escondeu em algum lugar, para aquele que realmente desejar saber, procurar. Fiquei perplexo, eu queria achar este tesouro. Eu sabia que se eu me atrevesse a ir, tinha que precisar de apoio, talvez até sair sem ninguém saber, se não tentariam me impedir. Vou até meus tios falar sobre o que achei.
- Tio Ben! Tia Ann!
- O que foi - disseram os dois.
- Descobri algo! - dou a eles a anotação - Meu pai descobriu algo!
Eles olhavam a anotação com desprezo, sabia disso, porque eles odiavam meu pai.
- Querido, - disse tia Ann - não acho que isto seja verdade. Seu pai - ela hesitou - era louco.
- Não! Ele não era louco! Era um grande cientista!
- Mark, sei que você ama muito seu pai. - disse meu tio - Mas você tem que encarar os fatos! Não dá para acreditar numa coisa dessas, não vamos deixar você fazer isso, de jeito nenhum!
- Não!
Peguei a anotação, subi, fui para meu quarto e tranquei a porta, eu estava muito triste. Me joguei na cama. Estava pensando em várias maneiras de chegar lá, também várias maneiras de fugir de casa. Depois de recuperar-me, destranco a porta e vou até o jardim, onde meu primo estava.
- Oi, Roney.
- Oi, Mark.
- Sabe, já pensou algum dia poder ir a uma aventura de verdade?
- Claro! Uma aventura onde saímos para o desconhecido a procura de algum artefato!
- Isso - dou a ele a anotação - Eis a aventura.
Ele olha a anotação com cuidado, prestando atenção em cada palavra.
- Mark, é esplêndido! Mas, não sei se podemos fazer isso.
- Ora, por que? Senão nos arriscarmos, não é uma aventura.
- Não é isso, é que, meus pais, seus tios...
Ele baixou a cabeça.
- É claro que não vão deixar! Temos que ir sem ninguém saber!
- Eu sei! Mas, por mais que eu queira, eu não vou. Se quer ir, vá, mas todo mundo vai ficar preocupado com você, vai ser uma confusão.
Fiquei perplexo com o que ele disse, não imaginava vindo dele, mas ele tinha razão, só que eu ainda queria procurar o tesouro.
- Ok, eu irei as três da manhã, ninguém vai me impedir!
- Você que sabe... Olha, não se esqueça que meu pai vigia a casa de madrugada, então cuidado.
Eu subo as escadas, fico lá por um bom tempo até a hora do jantar. Janto, assisto TV e dez horas todos vão dormir, então vou para o meu quarto e arrumo minhas coisas, eu estava preparado para ir. Fui dormir e coloquei o despertador para as três, a hora de minha partida. Dado três, pego minha mochila, saio pela janela e piso em terra firme, meu tio estava no outro lado, então fugi pelo lado contrário ao dele e entrei na floresta. A partir dali começava minha jornada.

Capítulo 2 - A aventura
Spoiler:
Depois de andar muito pela floresta, percebi que estava com fome, então me encostei numa árvore e comi um biscoito que eu trouxe. Depois de saciar minha fome, continuo andando mais um pouco, até que acho uma vila. Era uma bela vila, tinha casas diferentes e outras estruturas interessantes que chamavam minha atenção. Fascinado, observei a vila até o anoitecer, então encontrei um lugarzinho e dormi. Quando acordo, já estava todo mundo nas ruas, trabalhando. Me levanto e continuo a andar, até que vejo um homem oferecendo 20 reais para quem conseguir acertar o meio do alvo com um arco e flecha. Eu, como era muito bom de mira, vou lá e falo com o homem, ele ri e diz que não consigo fazer isso, peço a ele novamente e ele dá então. Me posicionei, mirei, puxei, soltei e Zapt! Na mosca. O homem me dá os vinte reais prometidos e ainda me dá um colar por ter acertado de primeira. Eu vou embora, entçao o homem chama a minha atenção e me pede para voltar lá. Ele disse que eu parecia ser um ótimo guerreiro, então perguntou se eu queria ser um. Eu respondi que sim, pois se eu ia à uma jornada na busca de um tesouro, obviamente precisava ter alguma coisa. Eu aceitei, o homem me leva a um estabelecimento que parecia um ferreiro.
- Então, você quer ser um guerreiro, certo? - disse o homem
- Sim, quero.
- Ótimo. Quero que conheça minha filha, Kate.
- Olá - disse Kate.
- Oi, prazer em conhecê-la
- Também é um prazer te conhecer - ela sorriu
O homem olhava para mim atentamente, observando meu olhar voltado para Kate.
- Pois bem, garoto. - disse ele - Se você quer ser um guerreiro, primeiro vai ter de resolver um enigma. Kate vai levar você ao local, espero que se saia bem
- Sim, senhor.
Kate me leva para dentro, onde tinha no chão um porão. Desço com ela e chegando lá em baixo, entramos numa porta que nos levou a uma espécie de arena.
- Uau! O que é isso? - perguntei
- É um lugar que pertence a nossa família a gerações, a Arena Hawk. Ela não ficava aqui no subterrâneo, mas com o passar dos anos, tivemos que colocar a arena aqui, hoje ela é apenas usada com área de testes.
- Incrível - digo olhando ao redor.
- Mas então, qual é o seu nome?
- Me chamo Mark.
- Certo, Mark. Vamos começar o desafio. Seu desafio é montar este quebra-cabeça embaralhado que está aí no chão. Ninguém até agora conseguiu montá-lo. Se você conseguir montar ele em pelo menos três dias, passará no teste e meu pai vai te dar uma recompensa.
- O quebra-cabeça é muito grande, não sei se vou conseguir. Sem falar que ele é feito de pedras, pode ser pesado.
- Claro que vai. Por isso te demos muitos tempo, para que você consiga completá-lo. As pedras são pesadas, por isso ninguém conseguiu montá-lo a tempo.
- E você acha que um garoto como eu vai conseguir carregar essas pedras? Ok, vou tentar fazer o possível
- Certo. Estou indo, quando acabar nos chame.
Então Kate foi embora, me deixando ali sozinho para montar aquele quebra-cabeça enorme. Não é a toa que se chama quebra-cabeça, pois deixa qualquer um confuso. Enquanto observo bem cada peça, lembro-me de meus tios como estariam agora, provavelmente doidos a minha procura. Comecei a mover as pedras pesadas para lá, para cá, de modo que formassem algo. Enquanto eu continuava a mover as pedras, eu estava pensando em achar o tesouro de meu pai, quanto tempo ia levar até ele. Havia anoitecido, eu tinha montado uma pequena porção do quebra-cabeça, ainda faltava muita coisa. A porta abriu, era Kate me trazendo comida.
- Está com fome, Mark? - disse ela segurando uma bandeja
- Claro!
- Toma - ela se senta ao meu lado - Posso te perguntar uma coisa?
- O que?
- O que você está procurando?
Ela me pegou de surpresa, não sabia que pretendia perguntar isso.
- Bom, estou procurando um tesouro de meu pai. Ele era um cientista, descobriu uma coisa muito importante. Mas, como muitos achavam que ele era louco, escondeu a descoberta num tesouro. Sendo assim, quem quisesse saber, ia atrás dele.
- Hmm... Muito interessante. Mas, emfim, parece que você não fez muita coisa no quebra-cabeça
- Eu sei... É um trabalho cansativo. Sem falar que tenho mais dois dias para fechar isso
- Pelo menos 2 dias, ou seja você tem mais um pouco. Mas você ficará em melhor classificação se fizer em 2.
- Ah... - me levanto - Certo. Então eu tenho muito trabalho pela frente
Nessa hora eu já havia comido. Kate pegou a bandeja e saiu, enquanto eu continuava a remexer as pedras. Montei mais uma porção, como também desmontei e refiz. Eu já estava bastante cansado, então me arrumei no cantinho e dormi. Quando acordei, Kate estava ali, sentada no brilhar do sol. Olho ao redor e a bandeja com comida estava ao meu lado, em bom estado. Comi e fui até o centro da arena, para montar o quebra-cabeça. Ela apenas ficava olhando eu remexer as pedras, enquanto ficava comendo um biscoito. Depois de um mexe e tira, finalmente abro a boca e pergunto algo a ela.
- O que está fazendo aqui?
Ela demorou um pouco
- Nada, apenas observando você arrumar essas peças nesse brilhar lindo.
- Puxa, realmente está lindo. É como se estivessemos num filme em que tudo parecia estar perdido e os personagens se abraçam...
- Hmm... Parece mesmo.
Ela desce ao centro e vai até mim, se aproxima mais e me abraça. Me pergunto por que do nada ela ia fazer isso, estava triste ou algo do tipo? Depois de uma certa fração de segundo, ela sai correndo e fecha a porta. Eu gostaria de saber o que ela estava pensando naquele momento... Bom, continuo a remexer no quebra-cabeça, eu acho que eu estava quase conseguindo. Continuo a montar, mas preocupado com a atitude de Kate naquele momento, não conseguia imaginar o que estava se passando na cabeça dela. Paro de mover as peças, elas pareciam formar uma espécie de figura que representasse algo, uma abóbora talvez. Não, não podia ser uma abóbora, ia ser muito estranho fazer tudo isso apenas para montar uma abóbora, o que não é tão difícil. Era algo mais, algo que eu não conseguia imaginar o que era. Pensando em várias coisas, me arrumo no canto e descanso, havia anoitecido e eu estava cansado. Depois de descansar um pouco, a essa hora Kate já devia ter trazido o jantar, mas ela não trouxe. Preocupado, abro a porta da arena e subo as escadas, o pai dela estava sentado na mesa e falou comigo.
- Oh, Mark! - disse ele com um copo na mão
- Oi, senhor.
- Então, já está terminando?
- Acho que sim.
- Certo. Escuta, por que subiu aqui em cima?
- É que, estava preocupado com Kate.
- Ela ainda não levou o jantar?
- Não, mas não era só por isso que vim aqui em cima. - olhei ao redor - É que ela agiu estranho de manhã lá em baixo, me pergunto como ela está.
- Ela está bem, só está um pouco nervosa. Não recebemos um sujeito como você a muito tempo aqui, um sujeito como Christopher.
- Christopher? Quem é ele? - neste momento Kate havia chegado, interrompendo a pergunta. Ela parecia ter se esquecido severamente de algo
- Ah meus deus, mil desculpas Mark! - disse ela - Esqueci completamente de você! Espera que vou te preparar o jantar.
Ela correu, subiu e desceu, pegou coisas e jogou tudo no fogão. Estava muito nervosa consigo mesma por ter esquecido do jantar. Acho que ela se esqueceu por causa daquele evento que aconteceu lá em baixo, não sei. Ela fez tudo em questão de segundos, colocou o prato na mesa e eu me sentei em seguida. Ela olhava para mim com um olhar de perdão, enquanto eu comia. Terminado de comer, rapidamente ela pegou o prato, colocou na pia e ficou ali parada, parecia esperar mais alguma coisa.
- Me desculpe muito, Mark! - disse ela - Isso não vai acontecer novamente!
- Calma, calma. - eu disse - Não precisa ficar nervosa. Você se esqueceu, só isso.
- Não é só isso, você poderia morrer de fome!
- Eu sei. Mas já está tudo resolvido, não precisa se preocupar mais.
- Ei, porque vocês não conversam lá fora, hein? - disse o pai dela
- Certo! - disse ela rapidamente
Vamos lá fora e conversamos. Perguntei principalmente porque ela havia saido daquele jeito hoje de manhã, ela me disse que estava com vergonha, nunca tinha abraçado um garoto antes. Continuamos conversando até que ela me interrompeu com uma pergunta, se eu gostava dela. Bom, fiquei sem palavras quanto a isso, mas disse que sim, que gostava dela. Ela chegou perto e me abraçou, como a garota mais feliz do mundo. Percebi que o tempo estava se passando, então falei a ela que eu ia continuar o quebra-cabeça. Desci rapidamente até lá em baixo, mexi e remexi peças, eu parecia estar com mais ações rápidas do que antes, era como se eu estivesse ganhado uma espécie de poder. Puxo uma ali, outra lá, até que finalmente consigo perceber algo na imagem, era uma caricatura de alguém, provavelmente bem especial. Enquanto observo bem, o sono vem chegando, então me arrumo no canto e durmo. Já no outro dia, acordei e imediatamente fui ao centro, a imagem estava bem mais clara, eu comecei rapidamente a remexer as peças. Remexo e remexo até que a luz do sol começa a pairar sobre a arena, apenas faltava uns detalhes. Mexo e remexo mais, estava começando a ficar mais claro, remexo novamente e... Eu não acreditei, eu havia finalmente completado o quebra-cabeça. Neste exato momento, Kate chega com o café da manhã, eu estava bem cansado e ela foi até mim me acolher.
- Mark, o que foi?
- O que foi? Olhe bem no centro disso - falei arfando
- Você... Você conseguiu montar?!
- Sim, eu consegui.
- Não acredito! Que bom! - ela me abraça forte e sorri.
- Ei, calma, não sou de pedra.
- Ah, me desculpe.
- Vamos contatar seu pa... - fui interrompido pela porta se abrindo, era o pai de Kate.
- Não precisa, já estou aqui - disse ele.
- Olá, senhor.
- Por favor, me chame de Perkings, Sr. Perkings.
- Sim, Sr. Perkings.
Ele olha ao redor do centro da arena, admirando o que fiz. Ele diz que nunca tinha visto isto antes, um garoto conseguir montar um quebra-cabeça enorme em apenas três dias.
- É de admirar o seu ato, Mark. Você conseguiu resolver o quebra-cabeça que a anos ninguém resolvia. Estou muito feliz por você. - ele coloca a mão sobre meu ombro - Não se esqueça, Kate disse a você que eu ia lhe dar uma recompensa, não disse?
- Sim, ela disse.
- Pois bem, sua recompensa é uma espada, uma roupa de guerreiro, e um novo nome. Você agora se chamará Mark Hawk.
O homem me leva a entrada principal, onde tem os materiais para se fazer uma espada. Ele pega os materiais e começa a ferver e moldar. Ele disse que isso ia levar bastante tempo, então pediu para que Kate fosse lá fora comigo. Fomos lá, ficamos olhando a linda paisagem da vila e seus habitantes, estavam indo para lá e para cá. Ficamos falando coisas sobre nós, o que ela fez, o que eu fiz. Rimos e nos divertimos muito, era como se tudo aquilo fosse um sonho. Se fosse, quando eu acordasse ia ficar com muita raiva, pode apostar. Continuamos falando e depois fomos dar uma volta, voltamos apenas ao anoitecer, quando Sr. Perkings já havia terminado a espada. Entramos dentro de casa, pego minha espada pela primeira vez. Era grande e bela, uma espada digna de um guerreiro poderoso. Em seguida, ele me dá uma espécie de roupa preta, com pequenos cortes no final que davam um estilo muito irado, como se eu fosse um cara bem forte. Após isso, está tudo pronto, eu podia prosseguir com minha jornada. Dei adeus e fui embora, parei quando ouvi Kate gritar meu nome. Ela me perguntou para onde eu iria se eu nem sequer tinha treinado. Opa, parece que ela me pegou de surpresa. Perkings disse que eu precisava treinar por 2 dias, e assim fiz. Entramos de volta na casa, fomos para a arena e começamos a treinar. O treinamento básico era empunhar a espada, coisa simples. Em seguida, ele me pediu para defender seus ataques, foi um pouco difícil. Ele me ensinou truques que eu jamais imaginaria que podiam ser executados, mas eu consegui. Após finalmente aprender muitas coisas, travamos nossa primeira batalha. Ele começa a me atacar sem hesitar, fico me defendendo dos ataques dele esperando que ele deixasse uma brecha. Assim que finalmente deixou, me preparei e comecei meu ataque, ele defendendo. Cada vez que eu lançava um ataque me sentia mais forte, como se uma enorme energia mística estivesse fluindo no meu corpo. Finalizamos o treino por ali, subimos, almoçamos e treinamos mais um pouco. A noite vinha chegando, paramos o treino por ali. Arrumamos a casa, preparamos a mesa e jantamos, Kate foi lá para fora. Ficamos conversando sobre coisas e coisas, apenas para passar o tempo. Quando finalmente deu aquela hora, a hora de dormir, tive que dormir no quarto de Kate.
- Não, é muito embaraçoso, não vou fazer isso.
- Por quê? O que há de embaraçoso em dormir no quarto de Kate? - disse Perkings
- Vejamos... Por que eu vou dormir no quarto dela?
- Ora, não fique com vergonha! É fácil, só precisa dormir e pronto.
- Vamos ver, vamos ver.
Então fui até lá, me arrumei num colchãozinho no chão e dormi. Quer saber? Nem foi tão difícil assim. No outro dia eu acordo, Kate já não estava mais na
cama. Depois de uma boa noite de sono, acordei aliviado, afinal estava cansado, mas isso não me impediu de treinar com Perkings. Deci a escada e como de
costume, Kate fez nosso café-da-manhã.
-Você realmente é muito esforçada. Gosta mesmo de ajudar os outros. - eu disse
-Apenas faço o que devo, Mark. Se não fizesse, não estaria sendo uma boa amiga.
-Se você acha. Mas mudando de assunto... Esse pão está muito bom! É de canela e passas? Está maravilhoso!
-Sim, é. Fiz hoje cedinho.
-Mark, temos que treinar mais um pouco hoje. Acabe seu café e desça. - disse Perkings
-Parece que tenho que ir. Obrigado pelo café, Kate - dizendo isso, coloco os talheres na mesa e vou para a arena.
O treino parecia estar mais duro, Perkings estava ensinando golpes que pareciam difícies de fazer, e eram. Levei muito tempo para poder executá-los, mas no fina eu consegui. Então travamos nossa última batalha, a batalha decisiva! Perkings queria ver se eu realmente tinha aprendido algo com todo aquele treino, ele estava confiante que sim. Fui para direita, esquerda, ataquei e defendi, Perkings estava sem saída. Então a batalha acabou, agora eu realmente estava pronto para prosseguir minha jornada. Me despeço de Perkings e Kate, vou andando e depois Kate chama meu nome, o que foi agora?
- Mark! Espera! - disse ela
- Hum? O que foi agora?
- Er... Eu gostaria de ir com você
Perkings se virou para ela
- Não, Kate. Pode ser muito perigoso.
- Mas eu quero ir!
- Kate, me ouça. Já disse que é perigoso!
- Eu vou da mesma forma
Perkings, impressionado com a determinação da menina, concordou enfim. Mas, obviamente ele me disse para tomar conta dela, o que ia me dar mais trabalho. Dissemos adeus a Perkings e fomos em direção ao bosque Ridget, que segundo ela, foi lhe dado esse nome porque morreu ali um grande homem, o sábio da vila. Ela também me conta que antes não era uma vila, era um reino. Mas, com o passar dos tempos, as coisas ficando mais modernas, teve que virar uma vila. Essa é então a única vila proveniente de um reino, está a muitos anos aqui. Andamos até que percebmos que estávamos deixando a vila, entrando mais profundamente no bosque. A partir dali começava a verdadeira aventura, acho que eu estava preparado.
Capítulo 3 - O nobre guerreiro
Spoiler:
Kate e eu já estavamos enrolados no meio do mato, acho que não íamos conseguir alcançar o outro lado desta vez. Andamos e andamos mais, parecia inacabável, paramos ali para acampar. Bom, não sei se acampar seria o termo correto, já que não tinhamos barracos e outros utensílios do gênero. Mas estávamos cercados de ávores, repleta de frutos, então não havia problema. Subimos em uma e pegamos quatro maçãs, neste momento momento um coelho levara minha espada.
- Mark! O coelho
- É, já vi.
Desci rapidamente, estilo Liu Kang, então capturei o coelho. Quem diria, um coelho estava levando minha espada, era muito estranho. O coelho foi embora, sentamos num tronco e comemos duas das maçãs, as outras seriam para adiante. Fiquei admirando a paisagem, respirando o ar puro da natureza, era muito melhor do que o da cidade, obviamente.

Era uma outra vila, parece que a de Perkings não era a única. Entro lá quando me deparo com um menino correndo com frutas na mão, enquanto um homem corre atrás dele. Parecia que ele tinha as roubado, que nem nos filmes da Idade Média. Enquanto acontece a perseguição, de repente surge um homem e faz uma explosão do nada. Todos ficam apavorados, corrrendo para um lado e para o outro, se encondendo. O homem, vendo que só havia a gente ali, nos encarou.
- Olha só o que temos aqui... As crianças não estão com medo? - saiu uma faísca de sua mão
- Não, não estamos. Quem é você?
- Eu me chamo Badodonkgaikged Quinto
- Er... Badodon o que?
- Badoo. Sou o quinto herdeiro de Badodonkgaikged, o mago mais destemido da região. Saia da minha frente se não quiser enfrentar minha ira!
- Não vou deixar que um cara como você continue destruindo tudo, vou detê-lo!
- Então, você não me deixa escolha
Ele saca a mão e a mesma começa a pegar fogo, ele estava preparado para nos atacar. Ele faz um ataque reto, eu desvio para esquerda e Kate para a direita, rapidamente Badoo começara outro ataque. Ele sumiu do nada, ficamos olhando desesperadamente aonde ele ia, foi quando ele surgiu atrás de mim e minha espada brilhou. Badoo rapidamente saiu e foi para minha frente, a espada começava a doer nas minhas costas, então tirei. De repente, ela mudou de forma. Ficou mais fina, de modo que se pudesse realizar ataques rápidos, parecia o Bankai do Ichigo, num desenho que meu primo assiste. Sem pensar duas vezes, avancei à Badoo como se fosse o cara mais habilidoso do mundo, ele já havia esquivado. Não pensei denovo, já planejei outro ataque. O miserável havia pegado Kate, eu não podia fazer nada, poderia machucá-la. Enquanto penso no que fazer, lembro-me do que Perkings disse a mim:

"Se você está em uma situação crítica, não se apavore. Apenas fique calmo, e quando o inimigo baixar a guarda, ataque rapidamente."

Pensando nisso, pensaria em fazer o que foi dito. Porém, como Badoo era um mago, eu não havia muita chance. Logo penso que Kate sendo descendente de um homem sábio como Perkings, ela saberia o que fazer. Então surge em mim uma grande determinação, eu queria acabar com aquilo de uma vez. Encarei Badoo por um certo período de tempo, quando ele baixou a guarde e me preparei para o ataque. Tirei Kate de sua posse e apunhalei a espada, rasguei a manga da roupa dele. Torci para que não vacilasse, mas Badoo estava obviamente com raiva, a quietude pairou ali por um instante. Ele me elogiou, por ter sido a primeira pessoa a causar algum dano nele, então com um simples gesto apertou minha mão.

- Obrigado, você é a única pessoa que me mostrou que qualquer um pode me derrotar – disse ele
- Por quê diz isso?
- Bom, meu pai sempre disse que ia me tornar um Badodon-você-sabe bastante poderoso, ninguém ia me derrotar. Mas eu não ia nessa, eu não queria ter vantagem sobre outros, então saí atacando vilas, para achar alguém que pudesse me derrotar.
- E eu te derrotei...
- Exatamente, isso quer dizer que você é um guerreiro digno. Bom, peço desculpas por qualquer coisa, vou embora.
- Então, adeus.
- Antes de ir, quero te dizer algo. Um guerreiro é aquele que acredita em seu poder, que age pela alma, coração e pensa sempre bem em seus atos. Agir só porque tem uma arma poderosa, é um completa tolice, guarde isso com você.
- Obrigado...
- Adeus... – e ele desaparece no ambiente.
- Gente boa ele, não? – disse Kate
- De certa forma, é bom ter esse tipo de gente no mundo. Mas vamos indo, não iremos nos comprometer muito.

Andamos um pouco e rapidamente alguém chamou nossa atenção. Ele queria agradecer por ter derrotado o mago, e ofereceu-nos um pequeno aperitivo.

- Tome esta fruta, meu filho. Só coma ela se estiver em uma situação de grave perigo.
- Oh, obrigado. Mas, por que... – o homem havia sumido. – Como? Aonde ele foi parar? Você o viu, Kate?
- Não, não vi. Ele simplesmente sumiu.
- Deveras estranho, mas vamos prosseguir.

Prosseguimos adiante, para o que parecia ser a saída da vila. Enquanto andava fiquei pensando, por que será que aquele senhor me disse para apenas comer em situação de perigo? Era alguma fruta mágica ou coisa do tipo? Não sei, mas se ele disse aquilo de tal forma, acho que devo segui-la. Guardei a fruta no bolso, depois peguei as duas maças restantes para nós comermos. Foi uma caminhada silenciosa pelo bosque, até que ouço gritos vindos do Oeste. De repente um grupo de soldados surgiu, e foram rapidamente nocauteados pelo que parecia um ninja, mas era apenas uma garota. Ela nos olhou e fugiu rapidamente, chamamos sua atenção, mas ela não respondeu ao chamado, foi embora. O que será que havia acontecido ali? Fomos adiante e perguntamos ao soldado que ainda estava consciente, ele disse que estava havendo uma grande crise nos reinos da nova geração, e aquela garota era o que se proclamava a esperança. Quando ele parecia começar a dizer um detalhe importante, ele perde a consciência. Ótimo, um fato importante desconhecido, que falta de sorte. Fomos para a direção que a garota tinha ido, no nível que as coisas estavam ficando claras, parecia que estávamos numa verdadeira história medieval. Havia mais caminhos distintos, se eu fosse uma garota com grandes habilidades, para onde eu iria?

- A direta, Mark. – disse Kate
- Certo.
Fomos a direta, a garota estava em cima de uma pedra, atrás dela uma linda paisagem de um castelo.

- Então, vocês me seguiram, não foi? Acho que podem ver, esta linda paisagem atrás de mim.
- Quem é você? – perguntei
- Eu? Me chamo Kate, e você?
- Espera, Kate me chamo eu! – disse... A garota que me acompanhou este tempo todo, pronto.
- Bom, mas há a possibilidade de haver várias Kates no mundo, não é?
- Sim, mas... Você deve estar dizendo isso para brincar conosco!
- Hehe, é claro que é! Vocês não tiveram infância? – ela nos pegou, é esperta.
- Sim, tivemos, eu acho.
- Vocês acham, esse é o problema! Tem que ter certeza!
- Afinal de contas quem é você?
- Eu? Mirella, prazer.
- Também é um prazer conhece-la Mirella!
- Bom saber...
- Mas o que uma garota como você faz sozinha por aí?
- Nada... Eu sou digamos, uma órfã.
- Ah, entendo... Ei, gostaria de ir conosco por aí?
- Mesmo?
- Claro! Vai ser legal ter alguém conosco.
- Puxa, obrigada!
- Venha conosco, Mirella.
Mirella vinha sorridente conosco, como se fosse a garota mais feliz e sortuda do mundo, por ter pessoas perto dela para ajudar. Mas primeiro, tínhamos que saber por que nós mesmos estávamos metidos naquela confusão, então necessitamos aprender muitas coisas durante a temporada... Mas não éramos os únicos confusos, Mirella também não sabia por que ela estaria metida ali, seria uma possível obra do destino? Nossa jornada agora estava bastante intrigante, agora começaríamos a ter mais responsabilidade, um peso a mais.

“Mirella foi nossa primeira resposta”

All right, eu disse que ia refazer os capítulos. Mas enquanto isso se contentem com esse terceiro, o quarto está com certos problemas técnicos... Happy


Última edição por Markituh em Dom 23 Jan 2011, 09:35, editado 12 vez(es)

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Anderson3d em Ter 30 Nov 2010, 00:07

Vc fez apenas o prólogo? esse livro será oq? um romance, ficção científica etc...

Anderson3d

Ranking : Nota A
Número de Mensagens : 1479
Idade : 33
Data de inscrição : 15/02/2009
Notas recebidas : A - A
Reputação : 9
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 1
   : 0
   : 1

http://www.indiegamebr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Ter 30 Nov 2010, 09:43

É, estou escrevendo o Capítulo 1 ainda, quando eu terminar posto aqui. Vai ser sobre aventura, basicamente uma caça ao tesouro, como já sugere o prólogo.

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por BioTrust em Ter 30 Nov 2010, 13:41

Mesmo o post não tendo ainda muitas informações, já podemos perceber o que nos espera, certo? Pelo que eu sei o jogo vai ser muito bom, superando todos seus trabalhos já feitos. Parabéns Markituh, continue assim.

Ps.: Valeu pelos créditos na assinatura, qualquer coisa que precisar, já sabe né? Falow.


Última edição por BioTrust em Ter 30 Nov 2010, 16:58, editado 1 vez(es)

BioTrust

Número de Mensagens : 410
Idade : 19
Data de inscrição : 04/06/2010
Reputação : 0
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 1
   : 0
   : 0

http://livrodojovemnerd.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Ter 30 Nov 2010, 14:19

Valeu, Bio! Very Happy To aqui quase finalizando o Capítulo 1, só falta algumas linhas. Quando eu fechar eu edito lá em cima.

Abraços!

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Super Games em Ter 30 Nov 2010, 20:07

Bastante interresantes, gostei muitos das coisas atuais, espero novos capitulos...

Obs: Tamben estou fazendo um livro, chamado Faicy.


Até!

Super Games

Ranking : Nota D
Número de Mensagens : 2704
Idade : 18
Data de inscrição : 10/06/2010
Notas recebidas : D
Reputação : 10
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por rafasgb em Ter 30 Nov 2010, 20:29

Na minha humilde opinião o "livro" parece mais um grande dialogo do que uma prosa.
Tente adicionar mais detalhes, realmente narrar uma história e não fazer um dialogo.
Pode parecer estranho mas o que mais da prazer em livros de "aventura" são esses detalhes. ;D


@Super ArrandyIllhay Estou no aguardo desse seu Super Livro

rafasgb

Ranking : Nota A
Número de Mensagens : 581
Idade : 21
Data de inscrição : 19/05/2008
Notas recebidas : A
Reputação : -32
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   :
   :
   : 1

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Ter 30 Nov 2010, 22:17

Super Games escreveu:Bastante interresantes, gostei muitos das coisas atuais, espero novos capitulos...

Obs: Tamben estou fazendo um livro, chamado Faicy.


Até!
Opa, valeu. Espero que se dê bem com seu livro.

rafasgb escreveu:Na minha humilde opinião o "livro" parece mais um grande dialogo do que uma prosa.
Tente adicionar mais detalhes, realmente narrar uma história e não fazer um dialogo.
Pode parecer estranho mas o que mais da prazer em livros de "aventura" são esses detalhes. ;D
Sim, entendo. Coloquei um diálogo porque deixa o livro digamos, mais "vivo". Também pode retratar algo que o personagem está falando com o ferreiro que fez a espada dele, por exemplo(inclusive acho que o que acabei de citar vai cair na história).

Suponho que amanhã por meio-dia ou mais(ou menos), estou postando o Capítulo 2.

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Henrique_GJ em Seg 13 Dez 2010, 13:44

Segunda-feira, acordo com o brilho da manhã. Vou para o banheiro, escovo os dentes e deço as escadas, meus tios haviam acordado.
- Acordaram cedo hoje? - perguntei - Alguma data especial?
- Sim, é o aniversário do seu primo. - disse meu tio Ben
- Ah, sim. Devo comprar algo para ele? - disfarcei que esqueci
- Sim, se você quiser - ele me dá vinte reais - Vá na loja mais próxima e compre algo que acha que ele goste.
- Certo,irei.
Vou até o armário e pego uma caixa de cereal, um prato e coloco na mesa. Vou até a geladeira, pego uma caixa de leite e derramo no prato de ceral, como todo mundo faz. Como rapidamente e saio, para comprar o presente dele.
Chegando na loja, olho itens que talvez meu primo gostaria. Afinal de contas, é difícil saber o que exatamente quer um viciado em computador. Após finalmente escolher algo, vou ao caixa.
- Olá, gostaria de levar isso, são quatro reais, não são? - Perguntei ao homem
- Sim, são.
- Ok, toma aqui - dou o produto e o dinheiro que meu tio me dera - Poderia embalar para presente?
- Claro.




cansei de ler ¬¬

cara vc está dando detalhes demais, vc não precisa falar se o homem perguntou se é pra embrulhar o presente, só diz, "fui até uma venda e comprei um presente prum amigo meu que faria aniversário e cabaou" e vc pouparia uns 10% dessa historia

está totalmente cansativo, deposi melhora um pouco mas está cansativo

essa historia vc vai ter que ser muito bom pra fazer dela "especial" pois já temos historias assim demais mas sempre aparece alguem com uma "inovação" por exemplo antes do mortal kombat nos jogos de luta nem aparecia sangue ninguém nunca tinha tido essa ideia, mas apareceu o MK com um soco e sangue para todo lado, isso revolucionou a historia dos jogos, outra coisa também é que nunca ninguém tinha pensado em fazer itens secretos, ai aparece o MK e... todos os jogos hoje possuem itens secretos e macetes se não fosse o mK os jogos seriam uma babaquice e sempre vc procura e acaba encontrando um jogo que possui uma inovação, espero que vc consiga fazer a sua, mas não vai ser facil

se eu fosse vc refazia fazendo a historia ficar interessante de ler vc começa falando que o cara foi no armario e pegou um taça depois foi no outro e pegou o sereal depois foi até a geladeira e pegou a caixa de leite que estava um pouco mais que a metade e entornou umas 300ml de leite da taça e guardou o leite mas dessa vez na terceira prateleira, depois ele entornou o sereal e deixou a caixa em cima da geladeira esquecendo do risco de pegar formigas, depois ele foi até o armario do outro lado pegar uma colher mas com onão prestou muita atenção pegou um garfo então ele movendo a mão uns 30 centimetros por segundo colocou a colher devolta no compartimento das facas lol e pegou uma colher mesmo, nã uma garfo, depois ele foi até mesa sentou e colocou a colher na taça, pegou por volta de 4,6 pedacinhos de seral espalhados pela taça e levou a boca dando 3 mastigadas e engolindo sem ter mastigado tudo, então ele engoliu o sereal pegando mais uma colher e mastigando 4 vezes dessa veiz pois a ultima machucou a garganta depois


isso não é nem um pouco legal nem interessante nem nada, mas a hitoria se você retirasse isso ficaria excelente!!!!

exemplo vc nem precisava citar que alguém estava fazendo aniversário, nem tem nada a ver com a historia

e tente diminuir o tanto de dialogos porque tem muito dialogo uma narração é melhor para um jogo

enfim são dicas

Henrique_GJ

Número de Mensagens : 1344
Idade : 19
Data de inscrição : 30/12/2009
Reputação : 4
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   :
   :
   :

http://sitedosjogos.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Nicolas em Qua 15 Dez 2010, 13:29

Cara amei seu livro é simplismente demais,li todos os capitulos até agora é muito bom =D,me deixou bem animado é bme interesante tambme,analisei todos os detalhes dele e reli varias vezes acho que vo rele mais para noite!
FLWS!

Nicolas

Número de Mensagens : 492
Idade : 17
Data de inscrição : 23/02/2010
Reputação : 4
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Qua 15 Dez 2010, 13:45

Nicolas
Opa, valeu. Quando eu der umas fuçadas aqui vou fazer o jogo Happy

Henrique_GJ
Shocked Certo, são dicas. Inclusive Bio_Trust me falou muito sobre esses detalhes. Os diálogos, não vai te muitos não, o Capítulo 3 mesmo tem poucos diálogos. Coloquei diálogos justamente para dar voz aos personagens, deixar a história mais "viva", sabe? O aniversário não tem nada a ver... Sim, não tem nada a ver, mas qual o problema colocar um aniversário aí? Apenas os primeiros capítulos estão desta forma, porque a cada capítulo vou melhorando mais o modo de escrita. Só vou postar os capítulos até mais ou menos o 3 ou o 4, que vou produzir o jogo. Talvez ele saia lá pra Fevereiro ou até antes, se possível.

Abraços!

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Henrique_GJ em Qua 15 Dez 2010, 13:49

Markituh (Qua Dez 15, 2010 1:45 pm) escreveu:Nicolas
Opa, valeu. Quando eu der umas fuçadas aqui vou fazer o jogo Happy

Henrique_GJ
Shocked Certo, são dicas. Inclusive Bio_Trust me falou muito sobre esses detalhes. Os diálogos, não vai te muitos não, o Capítulo 3 mesmo tem poucos diálogos. Coloquei diálogos justamente para dar voz aos personagens, deixar a história mais "viva", sabe? O aniversário não tem nada a ver... Sim, não tem nada a ver, mas qual o problema colocar um aniversário aí? Apenas os primeiros capítulos estão desta forma, porque a cada capítulo vou melhorando mais o modo de escrita. Só vou postar os capítulos até mais ou menos o 3 ou o 4, que vou produzir o jogo. Talvez ele saia lá pra Fevereiro ou até antes, se possível.

Abraços!

exatamente cara, o aniversario não tem nada a ver, então colocar o aniversario faz a historia não ficar artificial como algumas, mas já que o aniversario não tinha nada a ver vc não precisava dar tantos detalhes

tenta colocar muitos detalhes nas partes que tem a ver com a historia, aquelas que fazem a diferença, as que não tem muito a ver vc só cita mas não precisa contar tanta coisa pois cansa de ler, é sem graça

Henrique_GJ

Número de Mensagens : 1344
Idade : 19
Data de inscrição : 30/12/2009
Reputação : 4
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   :
   :
   :

http://sitedosjogos.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por MickaelFDS em Sex 17 Dez 2010, 09:14

Cara ta muito massa, só foi terminar de ler o 2º capitulo, já tô doido para lê o 3º,4º,5º....

quando sair venho correndo conferir

MickaelFDS

Número de Mensagens : 10
Idade : 26
Data de inscrição : 07/12/2010
Reputação : 0
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Lauro em Ter 21 Dez 2010, 20:41

Amo ler, mas qdo cliquei em "spoiler" do 2° capitulo... e olha que eu gosto muito de livros grandes; porém é péssimo ler no computador computador , não sei por q, mas acho que é por causa do tamanho pequeno que as letras proporcionam!
Desculpa ser meio chato, mas gostaria que disponibilizasse para download o livro, nem que seja apenas capítulo por capítulo, para após poder imprmir =).

Eu também sou chegado a criar e ler livros, já tive uma ótima idéia de um livro, mas primeiro que naum usei oc computador, escrevi a maun que fazia calo, 2° faltava coragem de criar o segundo capítulo :XD: .
Kra, vc lê muitos se preparou antes, quero dizer, criou um esboço, leu muito livros do gênero (aventura e enigma) antes de formar esse livro? Se quiser eu posso ajudar, vc em seu livro, add eu no msn: [url=laurinho_cn@hotmail.com]mailto:laurinho_cn@hotmail.com[/url]

Vlw kra, tá muito bom!

Lauro

Ranking : Nota D
Número de Mensagens : 854
Idade : 19
Data de inscrição : 09/11/2010
Notas recebidas : C+D
Reputação : 11
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

http://www.google.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Ter 21 Dez 2010, 20:49

Opa, valeu! Bom, não me baseei em nada não, foi apenas minha fértil imaginação e os jogos que eu joguei Happy Tipo, quando eu postar o jogo, sês vão ver. É que penso em talvez publicá-lo, mas sei que essa estória não ficaria muito boa numa publicação... Mas então, to quase finalizando o Capítulo 3. Que nada, 31% ainda! É que ando muito ocupado, minha tia pedindo música, vídeos e fotos do Luan Santana, então tá me cabendo o tempo para continuar. Mas vou tentar escrever ao máximo aqui.

Obrigado pelos comentários.

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Licht em Ter 21 Dez 2010, 21:25

eu ri com o post do henrique_GJ!


Mas nada contra seu livro, só achei engraçado. ;)
Acho que está um livro exelente! realmente um bom trabalho!
se alguém dicesse que a história tá tosca por causa do estilo das coisas pra mim seria muito vergonhoso! :oops: mas não seria o caso, por que os outros livros de aventuras também são assim... (isso foi uma hipótese)

Parabéns! continue assim (melhorando claro!) e boa sorte! o.-

Licht

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 1217
Idade : 18
Data de inscrição : 26/04/2010
Reputação : 34
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 1
   : 0

http://lightsoftworks.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Ter 21 Dez 2010, 21:49

Obrigado Happy Em certas partes do livro algumas coisas vão parecer toscas... Mas o livro foi feito no intuito de produzir um jogo, por isso as certas partes Razz

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Licht em Ter 21 Dez 2010, 22:02

mas não se incomomode com isso cara! Very Happy
continue com seu livro por que QUALQUER criação sempre vai ter alguém que achará tosco. tem gente que comenta para parabenizar, para dizer o que poderia melhorar, e tem gente que insiste em comentar! =p

Licht

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 1217
Idade : 18
Data de inscrição : 26/04/2010
Reputação : 34
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 1
   : 0

http://lightsoftworks.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por mrHarris em Dom 23 Jan 2011, 05:53

Achei a história bem legal!
e todos vcs que estão falando para escrever sem colocar detalhes, pô, vcs estão malucos!!! Nunca ouviram pessoas dizendo "achei o livro melhor que o filme" é porque tem mais detalhes, meu!!!
Acham que o Harry Potter seria interessante se tudo nao fosse muito bem explicado com detalhes?????
Desculpe se estou revivendo o topico, mas fiquei realmente revoltado com isso!
Vocês estão dizendo que tem muitos detalhes para um jogo, mas o jogo será apenas BASEADO no livro!!! Não vai aparecer ele comendo o cereal!!!!!!

Kate me leva para dentro, onde tinha no chão um porão

Sem querer ser chato, porão É no chão! No teto é sotão!!!!

mrHarris

Número de Mensagens : 263
Idade : 19
Data de inscrição : 22/12/2009
Reputação : 4
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   :
   :
   :

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Markituh em Dom 23 Jan 2011, 09:23

Opa, valeu! Eu coloquei muitos detalhes no livro por que nesse tempo eu estava lendo Crepúsculo, e você deve saber que esse livro é bastante detalhado. "Franzir a testa" é uma marca registrada da Stephenie Meyer Razz A multi-funcional do meu pai deu pau(na verdade foi a impressão, mas ele teve que levar a impressora com tudo), quando ele trocar por uma nova eu vou scanear os desenhos para produzir o jogo. Obrigado pelo comentário e pela correção Happy Mas acho que tipo, vou refazer todo o roteiro para se adequar mais, por que analisei várias vezes e vi que tem certos "clichês" Happy

flw

___________

"Não deixe para amanhã o que se pode fazer hoje"

Links úteis:
Índice de Tutoriais
Manual online do GMS

Markituh

Ranking : Sem avaliações
Número de Mensagens : 2183
Data de inscrição : 11/10/2009
Reputação : 106
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   : 0
   : 0
   : 0

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por mrHarris em Seg 24 Jan 2011, 01:24

Ei Markituh, gostei bastante do terceiro capitulo.

E como vc disse que ia refazer os projetos, aí vai umas dicas:

No terceiro capítulo, no diálogo com Mirella, muitas vezes eu não soube quem estava falando. Tente deixar isso detalhado.

Tente escrever a história no passado, tipo: subi as escadas, deitei na cama. Não subo as escadas, deito na cama.
No passado dá a impressão de que ele está tipo escrevendo um diario sobre sua jornada.

Boa sorte com seu livro, e continue com ele ;)

mrHarris

Número de Mensagens : 263
Idade : 19
Data de inscrição : 22/12/2009
Reputação : 4
Insignia 1 x 0 Insignia 2 x 0 Insignia 3 x 0
Prêmios
   :
   :
   :

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Enigmas de Hawk

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 15:58


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum